quarta-feira, 23 de abril de 2008

Pobre. Mal-educado. E funkeiro.

Nada mal! Após quatro dias de tempo ruim, abriu um sol maravilhoso... justamente no dia em que estou escalado para trabalhar.

Como se não bastasse isso, pela manhã sou acordado com um barulho um tanto diferente do habitual:

CRÉU! CRÉU! CRÉU! CRÉU! CRÉU! CRÉU!

Achei que fosse algum ringtone novo do meu celular, mas o barulho vinha de fora. Para fora olhei e estava parado em frente à minha calçada, no outro lado da rua, um abençoado e seu Gol "bolinha" com a tampa do porta-malas aberto emitindo esse ruído incompreensível.

Pobre. Mal-educado. E funkeiro.

Nada contra os funkeiros. Menos ainda a favor. Acredito que o funk que eu adorava lá nos idos de 1995 - pra mim a melhor fase, se é que houve alguma - hoje se tornou uma abstração feita em um momento de violenta evacuação* provocado por alguma tipo raro de diarréia fulminante.

Mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto, não obstante, nada tenho contra quem goste.

Afinal de contas, gosto não se discute. Apenas se lamenta.

* evacuação: ato de defecar. Em termo mais simples: CAGAR

2 comentários:

Marcio disse...

complementando o sentido da palavra evacuação:
"dar a luz a um moreninho"

Calango disse...

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!